No programa “Conversa com Bial” que entrevistou as cantoras gospel Aline Barros e Bruna Karla, na terça-feira (24), ambas falaram sobre seus testemunhos de vida e a importância de sua fé em Jesus e não podemos esquecer das incríveis apresentações de suas canções.

Bruna conta um pouco sobre sua trajetória de vida e diz que foi criada em uma família evangélica e que o  primeiro CD foi gravado quando ela tinha apenas 11 anos. Mas somente “conheceu verdadeiramente”  Deus quando passou por momentos difíceis, um deles foi a perda de sua mãe, que veio a falecer quando ela tinha apenas 12 anos. Bruna afirma que foi nessa epoca o ano em que mais orou e afirmou que desde então passou a ouvir a voz de Deus com clareza.

Por sua vez, Aline, que também é pastora da Comunidade Internacional da Zona Sul (RJ), revelou que já ganhou sete vezes o prêmio Grammy Latino, o mais prestigiado no meio musical. Contudo, antes de receber a premiação pela primeira vez, em 2004, ela teve um sério problema nas cordas vocais e ficou com apenas 5% da sua capacidade de fala. Embora os médicos não soubessem o que poderia acontecer, ela recuperou-se totalmente. “Foi sobrenatural. A minha voz voltou de uma forma mais ungida, mais forte”, destaca.

O apresentador Pedro Bial levantou algumas questões sobre a posição da igreja evangélica. Ao ser questionado sobre o preconceito contra os homossexuais, Aline afirmou: “A igreja não faz acepção de pessoas, como Jesus também não fez… A prática, a Bíblia condena, mas nós amamos as pessoas”. “A igreja está aqui para amar, abraçar e ensinar. Os homossexuais são amados por Deus”, complementou Bruna. Elas também não concordam com a visão passada sobre a Bíblia ser machista, lembrando que Jesus sempre valorizou as mulheres em seus ensinamentos e ministério.

Ao falarem sobre a situação do país, Aline explicou que a igreja geralmente se envolve com questões sociais, fazendo trabalhos de ação social. Por sua vez, Bruna contou que visita presídios, onde canta e ministra aos detentos e ouviu testemunho de pessoas que se converteram através de sua ministração.

É ótimo ouvir a opinião de pessoas religiosas sobre assuntos tao polêmicos, nesse momento nos sentimos que todos nos somos amados, independente dos erros, temos que saber amar a Deus, pois ele também nos ama.

 

 Nossas redes sociais

Conheça também a nossa loja:

Leave a Reply

Your email address will not be published.